Prefeitura da Serra inaugura espaço para atendimento à mulher empreendedora

As mulheres serranas que sonham em empreender e viver do próprio negócio terão um novo espaço oferecido pela Prefeitura da Serra para transformar esse sonho em realidade.

Para isso basta procurar a  Casa da Mulher Empreendedora, também chamada de Casa da Rosa, que será inaugurada no bairro Feu Rosa na sexta-feira (24), mais uma  opção que levará às mulheres capacitação e orientação para que possam empreender com conhecimento suficiente para alcançarem sucesso em suas atividades.

A Casa da Rosa será gerida pela equipe da Secretaria de Política para Mulheres(Seppom) e soma-se a outras iniciativas já ofertadas com o objetivo de dar autonomia econômica, social e pessoal às mulheres atendidas nos demais serviços oferecidos, todos voltados ao empoderamento feminino.

O que se pretende, destaca a secretária Lilian Mota, é promover um ambiente favorável de negócios e acesso às informações relativas às políticas públicas, aos instrumentos e aos serviços que apoiam a agenda do empreendedorismo feminino no município da Serra.

Mais que isso, promover ações e cursos que contribuam para a autonomia econômica das mulheres serranas. Isso será feito através de rodas de conversas, fomento ao empreendedorismo, fortalecimento da economia solidária local, criativa e produtiva.

Serão também promovidas ações que contribuam para garantir equidade étnico-racial para mulheres empreendedoras autodeclaradas pretas ou pardas.

Lílian Mota destaca ainda que promover educação em negócios com foco nas necessidades das empreendedoras também está entre os objetivos da Casa da Rosa.

“Vamos contribuir para o fortalecimento de redes de apoio ao empreendedorismo feminino, visando respeitar as normas de acessibilidade, como estratégia para promover a autonomia dessas mulheres e implantar núcleos produtivos nas comunidades que visem economia colaborativa, transformadora e inclusiva, fortalecendo o papel dessas mulheres”, reforça.

Podcasts: Produção de conteúdo para mídias sociais

Um dos ambientes que as mulheres que frequentarem a Casa da Mulher Empreendedora terão é um estúdio para gravação de áudios e vídeos para divulgação do próprio negócio ou de potenciais clientes. Mais autonomia para que impulsionem a divulgação de produtos ou serviços nas redes sociais.

Mulheres que já concluíram o curso de produção de conteúdo ofertado pela Seppom também poderão fazer uso desse espaço multimídia.

Cozinha, sala de costura e sala de informática

Outra excelente notícia divulgada pela secretária Lilian Mota é que a Casa da Rosa terá uma ampla cozinha paras as aulas de culinária, mas que o seu uso não ficará restrito às alunas.

Mulheres que já tenham concluído a capacitação e precisem do espaço para produzir seus quitutes terão o uso liberado, a partir de agendamento, para evitar conflito de agenda.

O mesmo se dará em relação à sala de costura e a de informática. As mulheres que não tiverem em casa as máquinas para concluírem o trabalho poderão frequentar os ambientes.

“Queremos que de fato essa seja a Casa da Mulher Empreendedora. Conosco ela caminhará na direção da autonomia financeira e poderá realizar muitos sonhos”, frisa Lilian Mota.

Outra vantagem da Casa da Rosa é que as frequentadoras poderão expor e vender seus produtos. “Damos suporte às mulheres do começo ao fim do processo”, conclui a secretária.