Governo do Estado e Banco do Nordeste assinam acordo de cooperação técnica

O Governo do Estado e o Banco do Nordeste (BNB) firmaram, nesta segunda-feira (24), um acordo de cooperação para ampliar o atendimento a agricultores familiares e microempreendedores urbanos e rurais no Espírito Santo.

A assinatura do acordo foi realizada no Palácio Anchieta, em Vitória, com as presenças do governador Renato Casagrande; do vice-governador e secretário de Estado do Desenvolvimento Ricardo Ferraço; e do presidente do BNB, Paulo Câmara.

O acordo prevê a divulgação, por parte do Banco, das condições operacionais junto a seus clientes, parceiros e rede de agências, inclusive disponibilizando as informações em sistemas de suporte de atendimento, dentre outras obrigações. Compete ao Governo do Estado divulgar os serviços financeiros e as linhas de microcrédito urbano e rural oferecidas pelo BNB (Agroamigo e Crediamigo), junto a beneficiários e suas organizações representativas.

“Gostaria de agradecer ao Governo Federal e ao Banco do Nordeste por abrir uma superintendência no Espírito Santo, ampliando as oportunidades de novos negócios no Estado. No ano passado, o volume de empréstimos a capixabas mais que triplicou em relação a 2022. Temos agora também agências e escritórios, além de estarmos fazendo uma parceria para ajudar e potencializar essas linhas de crédito com juros menores, o que irá favorecer os empreendedores” afirmou o governador.

Casagrande lembrou que as novas linhas se somam às atuais oferecidas pelo Nossocrédito, disponíveis no Banestes. “São políticas públicas que se juntam para que possamos gerar ainda mais emprego, renda e oportunidades aos capixabas”, completou.

“O Banco do Nordeste está expandindo sua atuação no Espírito Santo. Instalamos uma superintendência exclusiva em 2023 e saltamos de 28 para 31 municípios atendidos. Dobramos as contratações no comparativo entre 2022 e 2023, chegando a R$ 1,16 bilhão e a meta para 2024 é continuar crescendo”, comentou o presidente do BNB, Paulo Câmara.

O Agroamigo é um Programa de Microfinança Rural do Banco do Nordeste destinado a agricultores familiares enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), para estimular a geração de renda e melhorar o uso da mão de obra familiar, por meio do financiamento de atividades e serviços rurais agropecuários e não agropecuários desenvolvidos em estabelecimento rural ou em áreas comunitárias próximas.

Para o plano safra 2024/2025, as contratações do Agroamigo devem crescer 129%, passando R$ 43,7 milhões para R$ 100 milhões aplicados, de acordo com o Banco. Em março, foi criado o Escritório Regional do Agroamigo em Colatina – além do já existente em Nova Venécia. A partir de julho, haverá cinco unidades em operação, com nove agentes, com a meta de contratar R$ 30 milhões no segundo semestre. Para 2025, a instituição planeja aumentar para sete unidades e 20 agentes.

O programa de microcrédito do Banco do Nordeste, o Crediamigo é um programa de estímulo ao empreendedorismo no Brasil. Esse crédito vai além do recurso financeiro, e presta assessoria para que o empreendedor possa se desenvolver na sua atividade.

O Crediamigo tem sua atuação fundamentada nas diretrizes do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO) do Governo Federal, que tem a finalidade de incentivar a geração de trabalho e renda entre os microempreendedores

O Crediamigo atende os 31 municípios da sua área de atuação direta no Estado, por meio de Unidades sediadas em São Mateus, Nova Venécia, Colatina e Linhares. Até o presente momento, no plano de expansão do programa, estão previstos para o Estado uma nova Unidade (Pinheiros), três novas lojas (Aracruz, Barra de São Francisco e Baixo Guandu) e cinco Pontos de Apoio (Pedro Canário, Conceição da Barra, Jaguaré, Sooretama e São Gabriel da Palha), ampliando a presença do Banco das quatro Unidades de Atendimento existentes para 13 estruturas.

“O que confirmamos hoje é mais uma boa parceria entre instituições que fomentam o desenvolvimento. Trabalho coletivo para apoiar e estimular a consolidação, a ampliação e a criação de negócios. São oportunidades em diversas áreas para empreender, crescer, gerar emprego e renda no nosso Espírito Santo”, destacou o vice-governador Ricardo Ferraço.

Para o secretário de Estado da Agricultura, Enio Bergoli, a ação reafirma o compromisso do Governo do Estado no apoio ao agricultor familiar.

“A disponibilização de crédito a juros reduzidos vem ao encontro desse compromisso e é de extrema importância para ampliar a produção e os espaços de negociação e comercialização.

Com inovação e dinamismo, vamos continuar a desenvolver políticas públicas visando contribuir com o desenvolvimento sustentável local, garantindo o fortalecimento das atividades econômicas desenvolvidas, melhorando a renda e as condições de vida das famílias do campo”, ressaltou.