Deputado Paulo Foletto consegue pavimentação para estrada entre Colatina e Linhares

O deputado federal Paulo Foletto (PSB) reuniu, neste sábado (07), na Fazenda Tupã, em Linhares, com empreendedores rurais para anunciar o sinal verde do Governo do Estado para o início da construção do projeto de pavimentação da estrada entre Colatina e Linhares.

Será feita a estruturação asfáltica na estrada da margem Sul do Rio Doce, entre Baunilha e a localidade linharense de Bebedouro.

De acordo com o governador Renato Casagrande (PSB), o Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) fará a topografia do local e, em seguida, dará início ao projeto da estrada.

Em visita à região ainda como secretário de Estado da Agricultura, o deputado identificou a necessidade da pavimentação devido às potencialidades turísticas e produtivas. Foletto então levou a demanda ao governador.

Casagrande foi pessoalmente dar a notícia do início do projeto para os moradores e produtores locais, que vibraram com a novidade.

Para concretizar o início dessa ação, foi preciso estadualizar a estrada, que era municipal. Os deputados estaduais Marcos Garcia (PV) e Luiz Durão (PP) foram os pivôs da conquista da Lei 11.538/2022, que transferiu para a malha rodoviária estadual a estrada, conhecida como Beira Rio.

Com o projeto autorizado pelo governador, a pavimentação vai unir os dois polos de desenvolvimento, movimentar as atividades econômicas dos municípios, o turismo e melhorar a logística de distribuição de produtos agrícolas.

"Linhares poderá aproveitar a logística ferroviária que nós temos em Colatina. É mais desenvolvimento econômico e oportunidades para a região”, afirmou o deputado Foletto.

Pavimentação em Mantenópolis

Na última sexta-feira (06), o deputado assinou ordem de serviço junto ao Governo do Estado para início de pavimentação na Rodovia ES-320, no trecho entre o entroncamento da Rodovia ES-164 (São José de Mantenópolis) e Santa Luzia de Mantenópolis.

Serão 16,5k"m de pavimentação, que potencializar o agroturismo, as atividades econômicas da região e a acessibilidade dos moradores.

A obra será executada pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES), com investimento de R$ 47,19 milhões e prazo de execução de 730 dias.