Evento voltado ao Agronegócio movimento Linhares no mês de junho

O agronegócio corresponde a 30% do Produto Interno Bruto (PIB) do Espírito Santo, sendo um dos mais importantes alicerces da economia capixaba.  Pensando nisso e baseado em vários outros fatores relevantes que o setor agrícola representa, o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças no Espírito Santo (Ibef-ES) lança no dia 24 deste mês o programa Ibef Agro.

A cerimônia de lançamento será no auditório do Sicoob Leste Capixaba, em Linhares, a partir das 8h30. No evento haverá a apresentação de painéis sobre o agronegócio, como “Tecnologias digitais, agrotechs e a nova onda de inovação e investimentos no campo brasileiro”, com participação de Mariana Caetano, head de Agronegócio da KPTL; e Octaciano Neto, head de Agronegócio da EloGroup; com mediação de Vitor Alves, da NA Agropecuária.

Também será apresentada a experiência do IBEF Agro no estado de São Paulo com Adilson Martins, diretor do IBEF Agro Campinas e diretor da Deloitte. Além disso, haverá explanação sobre o Ibef Agro-ES.

O presidente do Ibef-ES, Paulo Wanick, explica que a instituição entende que é fundamental colaborar com o desenvolvimento do agronegócio.

“É importante trabalhar para que o crescimento econômico seja ainda mais sustentável por meio da adoção de práticas de gestão e de governança do agronegócio, além de poder imprimir um maior volume de conhecimento de economia e finanças para este segmento”.

Wanick também afirma que as finanças representam a língua dos negócios e que não há prosperidade de um empreendimento se os seus sócios e gestores não tiverem entendimento e capacidade crítica de análise sobre os resultados frutos de seus investimentos.

“No agronegócio isso não é diferente, mas sentimos que há uma carência dessas competências, o que de certa forma é até natural, pois normalmente os negócios estão baseados em regiões mais distantes dos principais centros de formação acadêmica e empresarial. Nossa proposta de valor é levar esse conhecimento ao homem e à mulher do campo, e torná-los ainda mais bem preparados para o desempenho destas atividades tão cruciais e relevantes para a nossa economia e certamente para as nossas vidas”, destaca.

Para o diretor do Ibef Agro ES, Flávio Gianordoli, o programa representa a oportunidade de levar para os pequenos e médios produtores rurais uma nova relação de acesso à tecnologia para alavancar o ecossistema de inovação em áreas que são muito restritas da gestão corporativa nas fazendas. Oitenta por cento dos municípios do Espírito Santo tem a presença do agronegócio, mostrando assim a força da atividade agrícola.

“O Ibef Agro abrirá uma nova porta de acesso a projetos inovadores para essa geração nova de empresários do agronegócio, alinhando tecnologia com conhecimento”, destaca.